Banner

Home
Quem é Baraldi
Personagens
Fotos
Cartuns e ilustrações
Charges
Jogo do Roko-Loko
Lojão
O que falam dele
Entrevistas
Prêmios
Podcast
Livro de visitas
Links
Blog
Twitter
Youtube
Fale comigo

 

Login



Revista Metalhead Tattoo

Metalhead Tatoo: MARCIO BARALDI: O CAR-“TATTOO”-NISTA


Se voce curte tatuagem (e se não curtisse não estaria lendo essa revista, oras!) com certeza conhece o Marcio Baraldi. Ele é o criador do primeiro personagem tatuador dos quadrinhos brasileiros: o Tattoo Zinho, que é publicado todo mês aqui na sua Metalhead-Tattoo.
Um personagem, inclusive, que já virou referência nacional. Visite qualquer tatuador do Oiapoque ao Chuí e vc vai encontrar as páginas do Tattoo Zinho coladas nas paredes de seus estúdios.
Como se não bastasse, o Baraldi também desenha para a maioria das revistas de rock do país, como Metalhead, Rock Brigade, Roadie Crew e Dynamite, sendo com certeza o cartunista mais rockn’roll do lado de baixo do Equador (e do de cima também)! Pois com tanta produção roqueira, Baraldi resolveu reunir uma parte dela e lançar o livro “Roko-Loko e Adrina-Lina“, só de quadrinhos – rockn’roll. Confira abaixo um bate-papo com este pioneiro dos cartuns de rock e tatuagem:

1) O Tattoo Zinho é um sucesso entre os tatuadores. Ele é o primeiro personagem do gênero no Brasil?
Acredito que sim, eu pelo menos nunca vi nenhum antes dele e olha que eu leio quadrinho pra cacete (risos)! Na verdade a própria tatuagem era uma coisa meio abandonada pela mídia no Brasil. Meio mal-vista até alguns anos atrás. Até que surgiu a revista Metalhead-Tattoo, na metade dos anos 90. A Tattoo foi a primeira revista de tatuagem do Brasil e a que implantou uma imprensa voltada para a difusão e profissionalização da tatuagem no país. O César Nemitz (editor da Tatoo), com a cara e a coragem, sacou antes de todo mundo, que uma revista como essa fazia falta no Brasil e decidiu apostar nesse mercado, inaugurando-o. E deu super certo, tanto que hoje já há outras revistas nesse segmento.

2) E foi a Metalhead-Tattoo que te en­comendou o personagem?
Exato! O César já fazia a Metalhead, que é uma revista de rock, e eu fazia uma página de humor lá pra ele, a “Humortífero”. Aí quando ele lançou a Tattoo, chegou pra mim e disse: “— Cara, precisamos de um personagem tatuador! Você tem duas horas pra criar um!” (risos). Aí eu criei o Tattoo Zinho rapidinho e ele pegou superbem, já estou fazendo ele há sete anos e ele já é conhecido no país inteiro!

3) Voce tem algum retorno dos leitores?
Sim, as pessoas mandam e-mails elogiando ou dando idéias pra piadas. Tenho também retorno dos amigos e conhecidos. Por exemplo, minha mina foi com a família dela pra Natal, no Rio Grande do Norte, e fez uma tatuagem de henna. Chegando lá o cara tinha páginas do Tattoo Zinho coladas pelo estúdio inteiro, aí ela falou que era minha namorada e o cara pirou: ”—Não?!? Jura que voce conhece esse cara?!?” (risos). Esse tipo de coisa é muito recompensador.

4) Vc acha que o Tattoo Zinho valoriza os tatuadores e ajuda a diminuir o preconceito com as tatuagens?
Acredito que tanto a revista como o personagem ajudam muito nesse sentido. Tatuador era uma profissão meio marginalizada no Brasil. De repente surge uma revista e um personagem que os representa, os valoriza, que trabalham pra que a profissão seja cada vez mais respeitada. A Metalhead-Tattoo deu um golpe mortal no preconceito e trouxe outro status pra tatuagem no país. Hoje a tatuagem é vista como uma coisa charmosa, moderna, saudável. E a função do Tattoo Zinho é retratar esse universo com graça e ajudar na consolidação dessa nova mentalidade .

5) E por falar em nova mentalidade, você está lançando um livro de quadrinhos roqueiros, não é?
Isso mesmo! É uma coletânea dos meus personagens Roko-Loko e Adrina-Lina, que eu faço há 7 anos na revista Rock Brigade.Tá saindo pela editora Ópera Graphica e é um livro todo em quadrinhos que mistura rockn’roll, atitude e muito bom-humor. O Roko-Loko é o personagem roqueiro mais famoso do Brasil e a roqueirada curte muito ele e as trapalhadas dele. Tô até bolando uma história em que ele vai fazer uma tatuagem lá no estúdio do Tattoo Zinho, vai ficar um sarro!
Modéstia a parte, o livro tá demais (risos). Tem até comentários honrosos de músicos do Angra, Shaman, Made in Brazil, entre outros. Não deixe de ter o seu!!! E aguarde que mais pra frente eu lanço um do Tattoo Zinho também!

6) Um recado final pra galera.
Acabou o tempo em que tatuagem era mal-vista! Tattoo agora é arte, vida, sinônimo de gente bonita! Mas se vc for fazer uma tattoo, lembre-se: faça num estúdio com higiene e segurança!
E toda força pra categoria dos tatuadores, que a tatuagem brasuca já tá entre as melhores do mundo! Valeu!!!

UMA HILÁRIA MISTURA DE ROCK E QUADRINHOS
“Roko-Loko e Adrina-Lina”, é uma coletãnea com as 36 primeiras histórias, mais as 32 primeiras tiras dos personagens criados por Baraldi para a revista Rock Brigade. São 48 páginas coloridas com histórias hilárias e criativas do casalzinho mais rock’n’roll do Brasil às voltas com bandas de verdade como Metallica, Black Sabbath e Kiss, entre outras. Muitas trapalhadas e risadas garantidas no humor inteligente e criativo do Baraldi. Lançado pela Editora Opera Graphica, o livro pode ser encontrado nas melhores livrarias do Brasil ou pelo e-mail Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. , direto com o Baraldi que te manda o livro autografado! Não perca esse lançamento histórico e pioneiro!

PROMOÇÃO METALHEAD-TATTO- CONCORRA A UM LIVRO DO BARALDI:
Escreva pra revista Metalhead-Tatoo e responda :-“Qual é a primeira revista de Tatuagem do Brasil?” As cartas concorrerão a cinco livros do Baraldi autografados e com um cartum exclusivo pra vc! Não perca tempo, escreva já e boa sorte!!!

 


Copyright © 2004-2009 – Marcio Baraldi – Por [email protected]