Banner

Home
Quem é Baraldi
Personagens
Fotos
Cartuns e ilustrações
Charges
Jogo do Roko-Loko
Lojão
O que falam dele
Entrevistas
Prêmios
Podcast
Livro de visitas
Links
Blog
Twitter
Youtube
Fale comigo

 

Login



Webzine Metal Line

MARCIO BARALDI: O CARTUNISTA DO METAL


Se você fechar os olhos e pensar em cartuns de rock imediatamente vai vir à sua mente o nome de Marcio Baraldi. Porque ele é dono da maior produção de quadrinhos roqueiros do planeta e seu traço inconfundível está a oito anos nas principais revista de rock do país: Rock Brigade, Metalhead, Dynamite, Roadie Crew, Tattoo e agora, claro, a Metal Line também!
Pois o metálico cartunista não pára quieto e acaba de lançar o livro “ Roko-Loko e Adrina-Lina” pela editora Opera Graphica. Confira nosso papo exclusivo com o extrovertido Baraldi:

1 - Como surgiu a idéia de criar um personagem roqueiro?
Eu faço piadas com rock desde que era moleque mas ainda não tinha criado um personagem roqueiro, pra publicar mesmo. Até que em janeiro de 96 criei o Roko-Loko e Adrina-Lina pra Rock Brigade, cheguei bem na hora pois eles estavam querendo faz tempo um personagem pra revista. Já tinham tentado anteriormente, com outro profissional, mas não tinha dado certo. Criei o Roko sem muita pretensão, mas os personagens caíram rapidinho no gosto da galera e não parei mais. O público roqueiro não tinha um personagem pra se identificar e o Roko e a Adrina caíram como uma luva!

2 - E como surgiu a idéia de transformar o Roko em livro (que aliás, ficou um show!)?
Como o personagem já tem quase 8 anos, achei que já era mais do que hora de juntar as histórias dele num livrão. Minha intenção é publicar toda a obra do Roko em livros, em ordem cronológica, neste primeiro volume estão as 36 primeiras HQs e as 32 primeiras tiras dos personagens. É um livro super bem acabado, caprichado mesmo, pro sujeito ler e depois guardar na estante com orgulho!

3 - Mas, cá entre nós, você é um conhecedor de rock nato ou alguém te dá um help nas histórias?
Eu sou roqueiro desde os 10 anos, quando ouvi “We will rock you”, do Queen, no rádio e me converti imediatamente ao Rock´n´Roll (risos)! Já toquei em algumas bandas de rock e sou eu que escrevo, desenho e pinto as histórias inteiras. Eu colaboro há anos com várias revistas roqueiras e leio tudo que sai, porque preciso estar bem informado sobre o mundo do rock. De vez em quando alguém me dá uma pauta ou uma sugestão de tema e eu crio encima! Mas 99% das vezes sou eu que faço tudo!

4 - E é verdade que voce está colaborando com revistas estrangeiras também?
É, sim! Eu fui chamado pra colaborar na “Blast!”, de Portugal e na “Headbanger Magazine”, do Equador.Os caras me procuraram porque lá fora não tem um cartunista com um trabalho rocker como o meu, modéstia a parte meu trabalho é inovador! Eu virei o cartunista mais rock’n’roll do planeta (risos)!!! O Brasil já exportava Sepultura, Krisiun, Angra, e agora tá exportando o Baraldão também (risos)!...

5 - E por falar em Brasil, você tem um outro livro cujo prefácio é do Lula, né? Conta como foi essa história.
Eu já tenho seis livros publicados, quatro de charges políticas, um de cartuns e esse do Roko-Loko. Um dos livros de charges, “Moro num país tropicaos”, lançado ano passado, tem prefácios poderosos do Ziraldo e do Lula. O livro fala da situação do Brasil durante os 8 anos desastrosos do governo FHC.
Eu sou cartunista no movimento sindical desde os 14 anos e sou do ABC paulista também, por isso conheço o Lula desde que ele era líder sindical em São Bernardo. Então foi natural eu pedir um prefácio pra ele, pois ele já conhecia bem o meu trabalho, que é afinado com a esquerda e tem uma posição progressista! Eu sou um roqueiro de esquerda, eu sou o “Rage Against the Machine” dos cartuns (risos)!!!!

 


Copyright © 2004-2009 – Marcio Baraldi – Por SGuerra@dEsign